terça-feira, 24 de fevereiro de 2015

9ª edição do Congresso Catarinense de Software Livre – IX Solisc

A Associação Software Livre de Santa Catarina realizará nos dias 17 e 18 de abril a 9ª edição do Congresso Catarinense de Software Livre – IX Solisc. Edições anteriores do congresso foram realizadas em Joinville, em São José e Florianópolis, onde será novamente este ano.

O objetivo do evento é promover o uso do software livre, divulgando experiências de utilização dos sistemas livres, realizando oficinas e promovendo debates e palestras com lideranças das comunidades de usuários, de desenvolvedores e empresas que atuam no setor, além de proporcionar um espaço para troca de experiências.

Todos podem participar do congresso, desde usuários iniciantes a técnicos e programadores. Um dos objetivos do congresso é justamente desmistificar a ideia que se tem de que o software livre, principalmente o sistema operacional Linux, é algo que pode ser usado somente por programadores.

A expectativa é de reunir aproximadamente 500 participantes, de todas as regiões de Santa Catarina e dos estados próximos.
 
O IX Solisc será realizado na Faculdade CESUSC, em Florianópolis, nos dias 17 e 18 de abril. Já confirmaram presença como palestrantes André Noel, programador e responsável pelo site “Vida de programador”, um dos sites de maior audiência da internet brasileira e Cícero Moraes, um grande designer 3D que tem realizado inúmeros trabalhos na arqueologia forense, através de programas de código aberto como o Blender.
 
Também o Embaixador do Linux e Diretor da Linux International, Jon Maddog, estará presente nesta edição do Solisc.

sexta-feira, 20 de fevereiro de 2015

MTE ATUALIZA PROFISSÕES NA CBO

MTE ATUALIZA PROFISSÕES NA CBO

12/2/2015
O Ministério do Trabalho e Emprego incluiu no Cadastro Brasileiro de Ocupações (CBO) 14 novas ocupações, com destaque para a inclusão dos profissionais Condutores de Turismo de Aventura e Condutores de Turismo de Pesca, realizada em parceira com o Ministério do Turismo e Ministério da Pesca, além da participação de trabalhadores que exercem a ocupação e Entidades responsáveis pela formação desses profissionais.

A inclusão de ocupações na CBO permite inventariar as atividades desempenhadas pelos condutores de turismo, contribuindo diretamente no mapeamento do conjunto de conhecimentos, habilidades e atitudes mobilizadas para o exercício das atividades e servirá também para referenciar a capacitação desses profissionais.

A atualização da Classificação Brasileira de Ocupações ocorre todo ano e tem como foco rever descrições mediante incorporação ou supressão de ocupações e famílias ocupacionais, de acordo com a movimentação do mercado de trabalho.

Segundo o Secretário de Políticas Públicas de Emprego do MTE, Silvani Pereira, “é visível que o mercado de trabalho passa por profundas transformações cujas causas têm natureza variadas, sejam econômica, tecnológica, política, cultural ou de costume. Estas mudanças – que envolvem entre outros aspectos novos conteúdos, condições e requisitos para o trabalho – contribuem para o surgimento de oportunidades de trabalho em novas ocupações”, salientou.

As inclusões ou revisões passarão a ser disponibilizadas na CBO a partir da segunda quinzena de fevereiro.

Veja a listagem das profissões que serão incluídas ou alteradas na CBO:

Fiscal de atividades urbanas
Cerimonialista
Condutor de máquinas (bombeador)
Condutor de máquinas (mecânico)
Condutor de Turismo de aventura
Condutor de Turismo de pesca
Gerontólogo
Higienista Ocupacional
Marinheiro Auxiliar de Convés
Marinheiro Auxiliar de Máquinas
Mototaxista
Naturólogo
Profissional de Relações com Investidores
Técnico em higiene ocupacional

 
Fonte: Ministério do Trabalho e do Emprego (10.02.2015)

terça-feira, 17 de fevereiro de 2015

Dinheiro Público - Democracia

Senador faz refeição de R$ 7,5 mil com dinheiro do contribuinte Senador Cássio Cunha Lima (PSDB-PB) é um dos reis da mordomia na "farra da boca livre". O parlamentar espetou uma conta de R$ 7,5 mil no contribuinte por uma única refeição numa famosa churrascaria. "A farra não tem fim nem limite", diz jornalista

Nem era para espantar mais ninguém, já que virou rotina, mas acho que Vossas Excelências andam exagerando, sem dar a menor bola para a torcida, quer dizer, nós, como diria o Heródoto Barbeiro.